segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Bolo de fubá com farinha de arroz castanho (sem leite e sem farinha de trigo - ainda testando novas farinhas...)

 

Aquele tipo de bolo perigoso, leve e perfumado, perfeito para ser beliscado enquanto se beberica algo quente ao lado da lareira, e um charme como sobremesa, acompanhado de goiabada cremosa...

Graças à farinha de arroz castanho, o bolo focou moreninho e com um ar mais sério, mas sem nenhum sabor estranho por não ter sido feito com farinha de trigo. Na verdade, até quem diz não gostar de bolo de fubá comeu -e repetiu! Gosto de assar meus bolos, principalmente os que levam farinha integral, a uma temperatura baixa, por mais tempo; sinto que ficam bem assados e com um sabor muito mais complexo!





Bolo de fubá (com farinha de arroz castanho)
adaptado deste (a Neide Rigo é um porto seguro para receitas tradicionais!)

  • 1 xíc. de fubá amarelo
  • 1/2 xíc. de farinha de arroz castanho
  • 1/2 xíc. de maisena
  • 1 xíc. de açúcar
  • 1/2 c.chá de sal
  • 1/2 c.sopa de fermento
  • 2 c.sopa de erva doce (eu gosto bem forte; pode diminuir para 1 c.sopa ficar mais delicado)
  • raspas de uma laranja
  • 2 ovos
  • 1/2 xíc. óleo
  • 1/2 xíc. de leite de coco
  • 1/2 xíc. suco de laranja

1. Preaqueça o forno a 180º e unte uma forma de furo no meio (21x8cm) com óleo e farinha, e reserve-a.
2. Peneire os secos, em uma tigela, acrescente as raspas de laranja e reserve.
3. Em uma tigela grande, misture os úmidos, com um batedor de arame, então adicione os secos e misture bem, até que a massa fique lisa - seja ágil e delicado; não bata mais do que o necessário, nem deixe grumos na massa!
4. Transfira a massa para a forma e leve-a ao forno por aproximadamente 45minutos, ou até que sua superfície esteja dourada, e um palito, ao ser inserido, saia limpo (o meu assou por 1 hora).
5. Aguarde dez minutos antes de desenformá-lo, então passe uma faquinha nas laterais e no meio, dê leves "saculejadinhas" com a forma, como se quisesse que o bolo pulasse para fora, para sentir se ele se soltou totalmente, então vire-o sobre uma grade, para que esfrie totalmente antes de ser cortado.

NOTAS

*** Se não quiser fazer a goiabada cremosa, pode acrescentar cubinhos à massa, antes de assá-lo. Queijo curado também cai muito bem, e a massa só ganha com essas adições.

*** Outra variação é regar o bolo com uma calda, feita com um pouquinho de suco de laranja aquecido com óleo de coco; apenas umedeça o bolo quando este já estiver frio - essa calda também fica deliciosa em bolo de cenoura!

*** A goiabada cremosa pode ser comprada pronta, e tem algumas feitas no interior que são inacreditáveis! Para fazer em casa, como a de hoje, basta aquecer cubinhos da goiabada com um pouco de água, no fogo ou no microondas, mexendo até que ela se desfaça e fique na textura que você deseja - lembre-se que ela irá endurecer um pouquinho depois de esfriar! Para quem gosta da combinação, raspinhas de laranja vão bem...

Um comentário:

Comentários

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails