segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Falafel com molho tarator


A minha história com esses bolinhos é longa; confesso que eles só fazem parte da minha vida porque, quando eu quero, meu lado espanhol fala mais alto, e tento teimosamente, até conseguir! Nas duas primeiras vezes que tentei prepará-los acabei jogando todo fora; apesar do aroma e visual maravilhosos, ambos tinham gosto excessivo de bicarbonato de sódio,  ainda que a sua quantidade fosse mínima. Comecei a indagar se o fato de não fritá-los interferiria nas reações químicas, e por não aguentar mais jogar comida fora, nem querer fazer fritura, resolvi fazer algo intuitivo. Respeitando a base da sua preparação, apenas juntei partes iguais de grão de bico e favas, macerei algumas especiarias,  adicionei cebola, cominho fresco e um ovo para dar liga, como em todo bom e velho bolinho... E não é que deu certo!!! Sorte a nossa, porque a preparação é ridícula, pode ser feita com antecedência e combina as especiarias à acidez do molho tarator; conforta e refresca ao mesmo tempo; uma comida leve, perfeita para esse tempo maluco!

Ah, só para esclarecer, não tenho nada contra frituras, apenas reservo-as para os momentos especiais, tanto  pela sujeira e pelo lixo que produz, como pelas calorias extraordinárias - sim, duplo sentido! Ademais, no dia a dia é muito mais prático assar; você pode colocá-los no forno e ir tomar um banho...


Falafel

- ½ xícara de grão de bico cozido;
- ½ xícara de fava cozida – usei uma rajada, mas pode usar qualquer uma!;
- 1 cebola grande;
- ½ maço de coentro fresco;
- 1 colher (sopa), aproximadamente, de um mix de especiarias – uso cominho, coentro e feno grego;
- um toque de noz moscada ralada;
- 1 ovo orgânico;
- uma pitada de sal – não coloco mais porque sirvo com o molho tarator, que é forte; se não for o caso, pode adicionar mais uma pitada.

1. Aqueça uma frigideira pequena e torre o mix de grãos, com cuidado para não queima-los, mas o suficiente para que liberem um adorável perfume de especiarias. Macere-os em um pequeno pilão.

2. Processe todos os ingredientes até adquirir uma pasta homogênea; molde os bolinhos, unte-os com azeite, usando um pincel de cozinha, e leve-os ao forno médio, pré-aquecido, até que fiquem dourados; vire os bolinhos no meio do processo para que fiquem dourados por igual. Prove a massa e veja se está do seu agrado ou se precisa de mais especiarias.

3. Sirva-os com uma salada de tomate, agrião, rabanete, cebola e folhas de cominho, um fio de azeite e molho tarator à vontade! Se quiser inovar, pode adicionar ao molho um dente de alho picado em cubinhos ou minúsculos espremido, e pimenta do reino. Acompanhe com pão sírio e uma cerveja gelada!

2 comentários:

  1. Boa noitre
    a receita e com grao de bico e leitilha sendo 2 partes de gran de bico para uma parte de leitilha, cobrir os dois com muita agua 12 Hs
    depois no processador e c so junta sal fcebola cominho em po pimenta calabresa e coentro pode caprichar que fica gostoso e po ultimo fermento em po
    Simao hanna riachi
    obs: a leitilha e da a liga se acontecer acrecente um pouco de farinha de rosca ou farinha de trigo
    esta receita e a legima libanesa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar a sua receita! Abraço!

      Excluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails